segunda-feira, 20 de março de 2017

PASTEL DO CHINÊS

As notícias sobre as carnes estragadas e, vendidas sem o menor critério pelos frigoríficos brasileiros, são o que mais lemos nas redes sociais. Tem também leite com soda cáustica, frango com papelão e, águas minerais que não têm nada de minerais - são "naturais" duplamente filtradas e, aprovadas pelo Ministério correspondente.

Se tudo isso é verdade e, acredito que seja, esses frigoríficos além de mal intencionados, são burros. Vão perder milhões de dólares que viriam através das exportações para vários paises, incluindo a China.

Quando li que a China suspendeu as importações das carnes podres, lembrei de um fato ocorrido em Porto Alegre, lá pelos anos 70. Tinha uma pastelaria, cujo nome não lembro, localizada no centro da cidade, em que o proprietário (chinês) vendia saborosos pastéis feitos com carne de rato e cachorro. No sótão, ele mantinha várias gaiolas com tenros camundongos para posterior abate. As filas com famintos consumidores, fazia a alegria do ching-ling e, todo mundo comia e saia satisfeito de lá.

Um dia, a fiscalização sanitária, de mãos dadas com a polícia, resolveu fazer uma visita ao local. A pastelaria foi fechada e seu dono, preso. Durante o interrogatório, falando um português enrolado, o chinês disse que não tinha cometido crime algum pois, no seu país, comer cachorro, rato e outras iguarias similares, era normal. Acredito que, apesar de vários anos passados, muita gente que por lá passou, não pode nem ouvir a palavra pastel.

Quem é da minha geração,talvez lembre de um filme chamado "Mondo Cane". Nunca assisti tanta nojeira na vida. Quem fez aquele filme, deveria ter ódio do próprio estômago. Não recordo se assisti até o fim. Acho que não e, não recomendo à ninguém.

Pois bem, lembrando do chinês criador de ratos e, lendo sobre a revolta do povo dele com as carnes estragadas importadas do Brasil, fiquei pensando: Será que roedores e dogs gordinhos são mais saudáveis que nossas picanhas?

Pelo sim, pelo não, prefiro alface com agrotóxico. Apesar que não se pode duvidar da sabedoria oriental!

Nenhum comentário: