sábado, 7 de maio de 2011

HISTORIADOR, OU CONTADOR DE ESTÓRIA...!





Há algum tempo atrás, li que não existe mais diferença entre História e Estória.





Existindo ou não, para mim, não tem a menor importância, pois alguns fatos "históricos", na minha modesta opinião, não passam de estórias contadas de acordo com a conveniência de quem viveu tal fato.





Cito como exemplo, a maneira como foi, e é contado hoje em dia a história de alguns governos no Brasil.





Na minha adolescência, aprendi que o Governo JK era desenvolvimentista, e que os "cinquenta anos em cinco", era uma realidade. Aprendi também, que a instalação dos governos militares visavam impedir o caos iminente promovido por João Goulart, Brizola, & Cia. Ltda, já que a aproximação com Fidel e Guevara afundariam a pátria amada num regime comunista sem volta.





Getúlio Vargas, era mostrado como o "pai dos pobres"; criador da Petrobrás; e defensor da Reforma Agrária. Hoje em dia, JK é lembrado como o presidente que endividou o país; Jango e o cunhado são idolatrados pela esquerda; e Getúlio não é citado como o ditador que foi, e que pregava a reforma agrária, desde que longe das suas terras em São Borja.





Se fizermos uma comparação com livros de história do Brasil das décadas de 60 e 70, com os de hoje, poderemos achar que se tratam de paises diferentes!





O próprio descobrimento do Brasil é cheio de controvérsias...!





É verdade que alguns fatos históricos não podem ser contestados, sob pena do "contestador" ser rotulado como racista, reacionário, ou mentiroso. Principalmente, fatos que têm a benção dos norte americanos. Imaginem alguém querendo questionar a forma como ocorreu a ida do homem à lua, ou o holocausto! É prisão ou morte, na certa!




Nessas mal contadas histórias, sobrou inclusive para Jesus Cristo, já que alguns estudiosos afirmam haver divergências nas datas de nascimento e morte do Salvador. Segundo eles, calendários e fases da lua nesses 2011 anos, são provas incontestáveis.





Tenho enorme curiosidade em saber como será contada a história daqui há 50 anos. Não duvido que o penta campeonato da seleção brasileira seja questionado, ou então que alguém duvide que o meu Internacional foi campeão do mundo e Bi da América.





Daí, mesmo eu já estando do outro lado da vida, volto para infernizar esses historiadores... ou estoriadores... tanto faz!





14 comentários:

Joakim Antonio disse...

Meu professor já dizia que só existia história, porque mesmo sendo conto da carochinha, ele em si, existe e faz parte dela.

Muito bom Francisco, sempre um texto gostoso de se ler.

Abraço amigo e ótima semana!

Vicky Thompson disse...

Adoro esse teu jeito de colocar humor inteligente em assuntos sérios.
Beijos.

Namorada Girassol disse...

Brilhante como sempre!

E no fim das contas nem faz diferença ...
Será que pelo menos daqui a 50 anos ,se falará algo dos dias atuais?... Com a tamanha rapidez que os dias passam...
Sei naum;

Bjks pra ti!

Helô Müller disse...

Sinto a maior falta de não mais ser feita a distinção entre História com "h" e com "e"! Pra mim, há uma grande diferença, sim, e talvez pelo fato de ter me acostumado ao uso das duas formas, é claro!... ( Um pouco óbvia demais a minha explicação, né não?!... )
De qq forma, as estórias de hoje, farão parte da história de amanhã! Agooora... se serão contadas de forma verídica, já é outra estória!! rs Dizem que quem conta um conto, aumenta um ponto, portanto... vamu vê comu é que fica!! rs
Bjs da carochinha!
Helô

P.s. Aliás, vc nos deu, com muito bom humor, uma bela aula de história, neste post!

Gaúcho disse...

Olá, primo. Com "H" ou com "E", o fato é que estorinhas têm até na Bíblia, que dirá em outros livros.

Abraços.

Paula Barros disse...

Também já fiz estas observações, e vejo que muito que aprendi hoje é de outra forma.

E você já parou para pensar que fazemos parte de uma história? Que estamos presenciando fatos, evoluções, retrocessos...

Muito do que líamos nos livros era distante de nós, hoje estamos vivenciando, alguns até tendo oportunidade de interferir na história.

Quanto a bíblia, mesmo conhecendo pouco, sempre me pergunto sobre quem escreveu, como era a visão da situação.

Um bom assunto.

beijo

Smareis disse...

As coisas "parece" que mudam muito rápido. O que vejo hoje, não foi nada diferente que aprendi ontem.A História de hoje com H ou com E não faz grande diferença, porque na verdade tudo é a mesma coisa. Gostei muito do seu blog.Obrigada pelo belo texto. Seguindo seu blog ok? Um Abraço!

Gaúcho disse...

Tô seguindo! Bom final de semana!

Gaúcho.

ONG ALERTA disse...

Histórias para serem lembradas...beijo Lisette.

Juliana disse...

Há posts que eu tento comentar e não consigo... volto mais tarde para tentar de novo :(

Bjos, Jú

PS. Eu uso história e estória de formas diferentes sim, embora neste textos bem escrito que você apresentou, realmente, não há quase diferença.

Anônimo disse...

Tpm
Que assunto chato, pq não surta logo!!!!!

Ninha disse...

franciscocontadordehistorias!!

saudadessss! voltei, mas não sei se vou ficar! haahah

deletei meu antigo blog e comecei outro. Se tiver um tempinho, visite!
http://aninhasaindodacasinha.blogspot.com/

beijos!!

Bandys disse...

Feliz aniversário!!!!

Será que agora vc decomplica??


beijos

Andréia disse...

Oi meu amigo como voce esta?

Eu estava ausente devido á ferias ..
ô coisa chata rsrs

Passei rapidão para lhe deixar um abraço