segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

ME ASSUSTO COM AMORES ANIMAIS


Um velho ditado diz que "Só não muda de opinião quem já morreu". Como continuo vivinho da Silva, mudei!
Mesmo mudando de opinião com alguma frequência, e adorando quebrar paradigmas, ainda me assusto com as atitudes de certas pessoas. Exemplos?
Eu me assusto quando ouço alguém dizer que quanto mais conhece os homens, mais prefere os animais. Fico imaginando com que tipo de seres humanos essas pessoas convivem.
Eu me assusto quando alguém me diz que o afeto mais sincero nos é dado pelos animais. Mais uma vez fico pensando nos amigos, amores e parentes de quem diz isso.
Eu me assusto quando vejo crianças pedindo esmola e cachorros com hora marcada para fazer as unhas e pelos.
Eu me assusto quando sei que pessoas gastam mais de mil reais por mês com seus pets enquanto milhões de brasileiros não ganham isso para sustentar a família.
Eu me assusto quando vejo alguém beijar cachorro na boca, carregá-lo em carrinho de criança ou chamá-lo de meu filhinho.
Eu me assusto quando pessoas falsas e de caráter duvidoso, pregam moral em defesa dos animais.
Eu me assusto quando alguém prega a pena de morte à um assassino, mas defende um Pitt Bull que estraçalha uma criança.
Eu me assusto com quem confunde criticar exageros dos humanos com não gostar de animais.
Eu me assusto quando ouço especialistas explicarem que não há perigo com certos cães desde que sejam bem adestrados e conduzidos com guia curta, focinheira, enforcador, e por quem tenha força suficiente para detê-los... Uau!!!
Eu me assusto com quem diz que só confia no seu cão ou no seu gato.
Eu me assusto com quem afirma só conversar com seu bichinho de estimação.
Eu me assusto ao pensar que isso pode ser o sintoma de uma sociedade cada vez mais egoísta e umbilical, na qual se prefere destinar os melhores afetos e recursos para animais do que para crianças desconhecidas e necessitadas.
Eu me assusto com quem diz "eu amo o meu cachorro" em lugar de "eu gosto muito do meu cachorro".
Eu me assusto inventando ironias para tentar entender essa obsessão, tais como "cães e gatos não fumam crack nem viram assaltantes".
Eu me assusto tendo a certeza que essa paixão desmedida por bichos, é sintoma de solidão ou de pessoas mal amadas.
Eu me assusto pensando que certas pessoas amam seus bichos porque podem adestrá-los e submete-los às suas vontades e neuroses.
Como o personagem de um filme visto recentemente, eu me assusto quando um cavalo é chamado de genial. E um Pitt Bull de meu amor...!

24 comentários:

Vivian disse...

...querido Chico,

esqueceu que vivemos todos
como internos de um hospício
chamado terra?

dentro deste manicômio, vez
ou outra aparece alguém
que consegue uma brexinha
na luz, e escreve então
um texto como o seu!

fico feliz quando o encontro
lá em casa!

bj, moço!

Valquiria disse...

O povo tem amado tudo menos a Deus, e a pessoas, diz Deus pra amar os outros como a nós mesmo...outras semelhantes.

abraço amigo.

Namorada Girassol disse...

Owwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww My Dear...

Que ótimo lê-lo tão lúcido!
Concordo contigo em grau e gênero,tu bem sabes.
Já o disse outrora que sou louca pelos meus "bixinhos",mas que em primeiro lugar á mim vem os humanos.
Não ponho em xeque de forma alguma o carinho que recebemos deles em troca de algum afago,mas é imensurável o valor de ver o brilho de uma criança abandonada quando apenas é lembrada ,como é imend=surável o sorriso de um velhinho largado em "abrigos-asilos" quando recebem uma visita,e com o gesto de apenas ouví-los o acalentamos de dores e da solidão que vivem;Acredito sim que quem se dedica aos animais sejam pessoas louváveis e admiráveis,tiro o chapéu pra elas;mas extremismo não é bom em lugar nenhum ,em classe social alguma.Fosse assim Bin Ladem ganhava um Nobel.
Talvez se tantos exageros fossem dedicados aos humanos... as pessoas se sentiriam mais facilmente amadas e amariam mais simples... é um ciclo natural.

Que bom que retomas a lucidez...

bjks sabor...EU TE ADMIRO !

Vicky Thompson disse...

Amigo querido!
Vou traduzir para o inglês este texto incrível, e distribuir para alguns vizinhos londrinos que teimam em confinar em pequenos apartamentos cães e gatos que sofrem tentando "ser gente" para agradar os donos.

Abraços mil!
Vicky e Beto.

Denise disse...

Enfim, lucidez!
Assim como você me assusta e entristece essa inversão de valores que vejo por ai.
Pessoas se importando mais com animais do que com gente. Levamos cachorros pra passear, alimentamos gatos, pássaros, cavalos, mas gente a gente joga num asilo qualquer, isola, deixa no hospital, manicômio, trata com desdém.

Tem quem dê mais atenção aos animais do que aos filhos; uns preferem ter bichos do que adotar crianças. Cães e gatos de alguns têm tratamento VIP, que a maioria da humana população brasileira não dispõe.

E que fique claro : Não tenho nada contra animais de verdade, que são boa companhia aos seres humanos, desde que tratados tão-somente como bichos e não como gente como a gente!

bjs
Denise

Bandys disse...

Moço,
(hahahaha)
Adorei te ler.
Concordo 100% com você.
Tudo no seu devido lugar, sem complicação.

Um beijo é teu, daqui.

Helô Müller disse...

Falou e disse!
Perfeito!!
Concordo de "cabo a rabo"!! rs
Beijos humanos!
Helô

P.s. cheguei daí e gostei... Báh!

Paula Barros disse...

Um texto coerente, uma reflexão que nos alerta para o rumo das relações e das nossas dificuldades de relacionamentos, e o quê e quem nos valorizamos.

Também me assusta e preocupa.

E preferia não vê-lo tocando neste assunto, confesso, nós sabemos porque. rsrs

beijo

Andréia disse...

Meu Deus Francisco que texto perfeito..
Gosto muito dos meus bichinhos também .. Gosto mesmo..
Mais ainda amo os seres humanos mesmo com seus defeitos e qualidades

Beijaozão

Amapola disse...

Boa noite.

Estou lhe seguindo e voltarei depois, para ler com mais calma.

Um grande abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Déia disse...

Dindo,

Vou te falar, não se assuste! rsrsrs

Realmente eu acho que com raríssimas e honrosas excessões, estou convivendo com pessoas mil vezes piores que meu cachorro!
Ta certo, é bom ter alguem sempre a seu lado, sem te questionar, abanando seu rabinho e latindo amém pra tudo que fazemos, nos enchendo de amor sem questionamentos...Sei que isso pode gerar dúvidas...e realmente é mil vezes mais fácil do q enfrentar certas diferenças.
Mas tem tanta gente sem valor, que esfaqueia as costas depois de dizer que ama... Vixi essa conversa é pra lá de metro kkkk
Digo de coração aberto, amo minha família, meus amigos, meu dindo mas amo meu cachorro tb!
lambidas( não na boca, óbvio) kkkk
sua Dinda

Bandys disse...

E aí já esta descomplicando??

Beijo

Francisco disse...

KKKKKKKKKK... Essa é a menina Bandys!!!

Beijos!!

Amapola disse...

Boa noite, querido amigo.

Eu não concordo com tudo, só com os exageros.

Eu convivo com animais e os amo.
Eu convivo com gente que, muitas vezes já me fizeram até desistir de viver.

Mas a opinião de cada um deve ser respeitada e respeito o seu modo de pensar hoje.

Um grande abraço.
Tenha uma linda noite, cheia de paz.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Esse é o Francisco que sempre gostei de ler. Enfim, lúcido...!
Beijocas!
Juliana.

Bela disse...

Eu me asusto com pessoas que falam em "defesa dos animais", lutam pelos animais, amam, beijam na boca... Mas na hora da refeição tem um cadáver em seu prato... As pessoas não tem parâmetros, estão perdidas nesse mundo enlouquecedor...
Gostei do seu jeito e escrever...
Bjo.

Marcos disse...

Francisco,

Eu adoro animais e adoro minha cachorrinha e nunca eu colocaria na mesma balança o fato de adotar uma criança ao invés de ter um cachorro.

Existe uma linha que divide as situações e nós importamos nossa experiência humana para sintetizar alguma experiência com animais (como melhor amigo, em quem mais confio etc)

Seria como dizer que uma pessoa é tão afiada quanto uma faca. Nem por isso vamos cortar pão com essa pessoa.

Vejo retratado em seu post a comum confusão das pessoas e realmente existem os exageros.

Eu não trocaria o que gasto com meu cachorro para encaminhar para uma familia carente. Pois são dois assuntos totalmente diferentes, não fosse assim, deveriamos deixar a liberdade a caça, a destruição das matas etc.

Entendi perfeitamente seu post mas pode ser tergiversado por alguns radicais.

Grande abraço e obrigado pela mensagem de apoio e estimulo para minha nova jornada.

Fernand's disse...

eita!
como estou viva e sã, mudo, claro. mas em relação a relação física com animais, I'm out!


tenho meus gatinhos que amo de paixão, mas tenho plena consciência do que são e do que sou.

=)


abçs.

Joakim Antonio disse...

Belo texto Francisco, me assustei com a foto ;)

Tenha uma ótima semana!

Lu Dantas disse...

Oi, querido. Muito bom o texto!

Pois é. Tantos valores invertidos e tanto a aprender. Nosso mundo chegando a um ponto em que a transição não vai tardar. Quem não mudar, ficará para trás. Vamos em frente!

Bjo grande!

ONG ALERTA disse...

O ser humano esta cada vez mais egoista, olha só para o que lhe convém...miséria, fome, guerra...aonde vamos parar...precisamos mudar os valores!!!
Beijo Lisette.

ONG ALERTA disse...

Infelizmente é a realidade, a exposiçáo é uma maneira de evitar mais tragédias, beijo Lisette.

Ninha disse...

pqp!!!!!!!!!
eu juro que eu penso o mesmo e postei isso agora mesmo, não pela primeira vez - vale dizer, no meu blog!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

eu acho que alguém pra dizer que prefere animais a seres humanos, é porque tem muito pouco pra dar... e precisa de receptores sem muitos critérios (os animais, no caso)
Não que eu não ame os animais, mas eu gosto mais de gente!!!
as de verdade, sempre!
rsrs

beijos!!! adorooooo